segunda-feira, 30 de julho de 2012

Chapter 40


Suas caricias marcaram minha pele, e tua voz meu coração. 
Em seus braços o céu encontrei, e em teus olhos a fé...



Atravessamos a rua, e foi tempo de ver Selena fechar a cortina rápido. A porta já estava aberta o que fez Madison passar direto procurando Selena. Assim que eu e Joe pisamos dentro da casa, escutamos um "Bem Vinda Maddie" e vi Madison dando pulinhos enquanto batia palmas. Logo que viu Logan e Frankie correu pra os abraçar, fazendo com que quase que os 3 caíssem no chão. Depois de cumprimentar todos foi pra um canto com Logan e Frankie, eles se sentaram no chão e ficaram jogando, alguns joguinhos de tabuleiro. Me sentei com Joe, junto do pessoal que estavam conversando no sofá. 


Sel: Demi? (me chamou, fazendo-me me virar pra a encarar) Vem cá me ajudar com os salgadinhos? (assenti indo pra cozinha com ela) Vocês foram em casa né? (assenti a encarando) Sua mãe não tava lá?


Demi: Não (neguei com a cabeça) O quê foi bom, não to afim de encarar ela sabe? (ela assentiu) Sei lá, parece que as coisas estão começando a fazer sentido. O Joe voltou, a Maddie ta melhor. Mas ao mesmo tempo, é tudo tão confuso. Dói tanto ver o Joe com a Maddie e não saber que ela é...(hesitei) Você sabe...


Sel: Você sabe que um dia ele vai ter que saber né? (Afirmei com cabeça) Mas de qualquer jeito o Joe é tão legal. Ele com certeza vai te entender.


Demi: Tomara que sim (Selly sorriu me abraçando, forte. Pegamos as bandejas de salgados levando-as pra sala) 


Demi Off




Van On


Enquanto Selena e Demi foram a cozinha, senti meu celular vibrar de novo, me levantei indo pra longe de todo o pessoal da sala e o atendi. 


Van: Oi? (Perguntei esperando a pessoa responder. Novamente era um número desconhecido)


- Van? (Quando escutei sua voz do outro lado da linha fiquei em choque) Vanessa?


Van: Z- Zac? (Gaguejei) O que é? (Tentei parecer grossa, mas tudo indica que não adiantou)


Zac: Posso falar com você?


Van: Não tenho nada o que falar com você! 


Zac: É rápido Vanessa! (Sua voz parecia impaciente) Por favor....


Van: Então fala!


Zac: Vem aqui fora...


Van: Como assim? Você tá em Saint Augustine? (engoli um grito)


Zac: É. Pode vir logo?


Van: Onde? (prendi o choro. Não podia ser possível)


Zac: Eu to na frente da casa da Selena. 


Van: Ok. Eu to indo. (Desliguei depois de respirar fundo umas 3 vezes seguidas. Selena e Demi, já tinham voltado a sala e todos conversavam. Segui pela portas dos fundos, e acho que ninguém me viu. Dei a volta na casa de Selena e logo vi uma sombra. Não queria acreditar no que meus olhos viam. Sim, era Zac. Quando ia tomar a reta, pra voltar ele se virou pra mim. Sorriu e deu uma passo a frente. Eu paralisei. 


Zac: Não vai me dar um abraço? (Aumentou o sorriso. De qualquer jeito, eu ainda gostava dele. Mas nada iria tirar da minha mente o que ele tinha feito. Comigo, e mais ainda com Logan.)


Van: Como você ainda tem a cara de pau de vir me pedir um abraço? (cuspi as palavras)


Zac: Esquece o passado Nessa...


Van: Não me chama de Nessa (falei entre dentes) Você é tão cínico! Com ainda tem coragem de voltar com essa cara de quem não sabe de nada? (falei mais alto)


Zac: Eu só queria ter outra chance, pra mostrar pra você que eu mudei!


Van: Você não tinha que estar preocupado comigo e sim com o seu filho, que você abandonou graças a doideira da Lily!


Zac: Então! Eu quero consertar as coisas, eu quero poder ficar perto do Logan. Poder ficar perto de você...


Van: Você é tão idiota assim a ponto de achar que eu vou cair nessa?


Zac: Eu não....


Van: Me polpe Zac! (respirei fundo, mas notei que algumas lágrimas já caiam) Eu não sou mais aquela idiota! Pra que você voltou? Pra aumentar em duas vezes a dor de abandono no Logan?


Zac: Deixa de ser tão cabeça dura Vanessa! (esbravejou) 


Van: Agora sim to começando a ver o verdadeiro Zac Efron (bati palmas devagar enquanto ele quase soltava fogo pelos olhos) Então? Já terminou?


Zac: Eu acho melhor a gente conversar outro dia... (se recompôs)


Van: É eu também! Passar bem! (voltei pra casa de Sel. Esqueci de que tinha saído pelos fundos e que todos ali nem sabiam que eu estava lá fora)


Dani: Onde foi Van? (Dani sorriu enquanto limpava com um guardanapo o rosto de Frankie que estava sujo de salgadinho)


Van: Eu não to me sentindo muito bem (a mentira saiu facilmente) Eu acho que já vou indo. (forcei um sorriso) Vamos Logan?


Logan: Já? (ele estava um pouco afastado do pessoal, sentado perto de Maddie. Eles juntavam algumas peças. Assenti e ele fez bico) Já ta tarde. E outro dia vocês brincam, ok? (ele assentiu se levantando. Enquanto me despedi de todos Logan, Maddie e Frankie juntaram todas as pecinhas do jogo. Me despedi de todos ali e fui com Logan pra casa. Logo chegamos em casa, dei um banho rápido nele o pus pra dormir. Eu mesma não consegui pegar no sono. 


Van Off


Demi On


Depois de uns 10 minutos que Van tinha ido embora junto com Logan, Frankie e Maddie veio pra perto da gente. Frankie sentado no colo de Kevin e Maddie no de Joe. Logo Kevin e Dani foram embora, pois tinham que trabalhar. Joe deitou Maddie no colo, e ficou sussurrando uma canção de ninar a fazendo dormir. Fui até a cozinha ajudando Selena a lavar a louça, enquanto Mandy e Nick tiravam as coisas que estavam decorando o lugar. 


Sel: Obrigada por me ajudar aqui Demi (Sel disse enquanto secava as mãos e se virava pra mim)


Demi: Nada (sorri) Obrigada você. A Maddie adorou. (dei de ombros) Eu vou levar ela pra casa. 


Sel: Demi... (me encarou)


Demi: Eu não vou falar nada com ela. Vou direto pro meu quarto. 


Sel: Não seria melhor você ficar aqui?


Demi: Não quero incomodar. Você já me ajudou e me ajuda muito Selly (sorri pra ela. A abracei apertado antes de ir até a sala. Joe ainda segurava Maddie nos braços e Nick e Mandy já estavam jogados no sofá.) Joe? (ele me olhou) Acho melhor a gente ir.


Joe: Ok. (ele se levantou enquanto arrumava Maddie) Acorda ela? 


Demi: Lá a gente acorda ela.


Nos despedimos de Nick, Sel e tia Mandy. Entramos pelos fundos, ninguém queria correr o risco de dar de cara com a minha mãe, a casa mantinha um silêncio em que era até estranho do estaria a algumas semanas atrás. Subi as escadas logo atrás de Joe que ainda tinha Maddie no colo, abri a porta pra ele e logo que entramos a tranquei. 
Joe colocou Maddie devagar sobre a cama, e ela se virou se enrolando em forma de concha.


Joe: Eu vou indo Demi (me deu um beijo na bochecha) 


Demi: Fica aqui vai? (o abracei pela cintura o puxando pra mais perto)


Joe: Demis (passou a mão no meu cabelo) Seus pais...


Demi: Eles nem devem estar em casa. (Fiz bico) Por mim vai? 


Joe: Ok Demetria (revirou os olhos e me deu um rápido selinho) Aquela minha camiseta ainda ta aqui? (assenti)


Demi: E tem uma bermuda também (dei de ombros) Pode ir lá, eu vou tentar acordar a Maddie. (ele assentiu, fui até a gaveta pegando um par de roupas pra Joe, enquanto ele foi pro banheiro eu me deitei do lado de Maddie, apoiei o cotovelo direito na cama, enquanto mexia em sua bochecha com a mão esquerda.   Ela se mexeu um pouco, mas não acordou. A única coisa que fez foi se virar pra mim) Acorda minha florzinha..


Maddie: Eu não quero Demi (fez bico e se encolheu) To com frio...


Demi: O Joe ta tomando banho, você ainda tem alguns minutos pra tomar coragem (dei um rápido beijo na bochecha dela, escutei o telefone lá embaixo tocar) Eu vou lá ok? Não saiu do quarto. (Ela assentiu, e logo se aconchegou na coberta de novo, destranquei a porta e desci devagar as escadas. Assim que cheguei no telefone o atendi prontamente) Oi?


Patrick: Demi? Já chegou a muito tempo?


Demi: Não. Uns 10 minutos, ou até menos. 


Patrick: Como a pequena ta?


Demi: Não ta reclamando de dor não, eu vou dar um banho nela pra por ela pra dormir.


Patrick: Ah sim (hesitou) De qualquer jeito eu vou ter que passar a noite aqui. A Dianna teve um compromisso e teve que viajar, acho que uma semana ou mais, não entendi direito. ( Sorri. Uma semana sem minha mãe seria ótimo!) Vou desligar. Boa Noite. Da um beijo na Maddie.


Demi: Ok. Boa noite pai. Te amo. 


Patrick: Também Dem.. (esperei o silêncio e logo depois o barulhinho no fundo do telefone avisando que ele já tinha desligado.)




Oi? Polly aqui :) Tudo bem com vocês? Não vou me desculpar novamente, acho que já cansou .-. 
Mas ai tá o capitulo, espero mesmo que gostem. Queria avisar também que eu e a Duda voltaremos com as aulas hoje (30/07) e vai ficar um pouco mais difícil aqui, pois nós duas estudamos em horários diferentes. Já votaram no Alma Awards? Tem que ter a conta pra votar, mas não custa nada né? É pela Demi ;) 
E tem o VMB que é só confirmar as letras. Como a Duda disse nós ainda temos bastantes idéias pra fic. 
Beijos, fiquem com Deus :*
Polly

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Chapter 39



"Tivemos de aprender a ceder sem deixar o mundo ceder à pressão"


Às 4 eu dei um banho rápido em Maddie e agora terminava de arrumar seu cabelo. Joe juntava as coisas dela que estava espalhadas pelo quarto. Entre elas mil brinquedos que Selly, Nick e ele mesmo tinha dado pra Maddie. Alguns balões que lhe desejavam melhoras e o Yoshi e a mantinha que estavam no sofá branco do outro lado do quarto. Coloquei nela um vestidinho rosa e uma blusa que ia até o pulso, de um tom de rosa mais claro.
Escovei seus cabelos devagar e por fim coloquei um arquinho também cor de rosa. 


Maddie: To bonita? (sorriu enquanto sacudia as pernas que não batiam no chão)


Demi: Sempre. (depositei um beijo no alto de sua testa) 


Joe: Acho que é só isso, né? (vaguei os olhos pelo quarto vendo se não tinha mais nada) 


Demi: Acho que sim. (dei de ombros, assentindo) 


Maddie: Não vejo a hora de sair daqui. (ela falou) Eu gosto da Tia Mônica mas eu sinto saudades de casa, do pessoal da escola e de tooodo mundo. 


Demi: E todo mundo também sente sua falta. (sorri passando a mão em seu cabelo) Tá pronta? (mexeu a cabeça dizendo que sim) Onde eu coloquei seu sapato? (olhei embaixo da cama, não o encontrando) 


Maddie: Tá na bolsa. (ela jogou a cabeça pra trás rindo) Acorda, Demi. (Riu e Joe se aproximou dela rindo também, dei língua pra eles, fui até a bolsa - que também estava em cima do sofá - peguei os sapatinhos de Maddie o os calcei nela.) 


Demi: Vamos? (ela assentiu e eu a ajudei descer da cama. Fomos até a porta mas Maddie parou, se virando e encarando o quarto, pela última vez - se Deus quiser! Me virei pra ela que passou o olhar por todo o quarto. De canto a canto.) O que foi pequena?


Maddie: Quanto tempo eu fiquei aqui mesmo? (ela me encarou)


Demi: 5 semanas. (falei)


Maddie: Bastante tempo. (ela pareceu não se importar, dando ombros e puxando eu e Joe pela mão pra fora do quarto) A gente pode ir falar com a Tia Mônica antes? (assenti)


Passamos por dois corredores brancos e todos ali já nos conheciam, alguns falavam "Parabéns" ou " Que bom que esta melhor" pra Maddie que sorria e respondia um "Obrigada". Assim que chegamos na porta da médica de Maddie, batemos e ela logo mandou entrar. Como não tinha ninguém Madison correu até sua cadeira a abraçando, ela correspondeu, enquanto dava um beijo na cabeça dela. 


Mônica: Eu já estava lá indo me despedir de você. (Sorriu, com Maddie sentada em seu colo) Lembra o que eu te prometi quando você saísse? (ela assentiu. Doutora Mônica abriu a gaveta de sua mesa branca, tirando uma maletinha também branca com uma cruz vermelha no meio) Aqui. (ela deu a Maddie, que logo a abriu. Tinha vários band aids, do Garfied, Moraguinho e Bob Esponja. Mais uma cartela de adesivo dos mesmos) Esses aqui são pra você colocar na maleta como quiser. (ela sorriu pra Maddie que ainda olhava os band aids toda boba)


Maddie: Obrigada, Tia Mônica (ela lhe deu um beijo na bochecha)


Mônica: De nada, minha flor. (sorriu) Só promete pra mim que vai se cuidar, ok? (Maddie assentiu. Madison lhe deu outro beijo na bochecha e veio pra perto de mim e de Joe)


Demi: Obrigada. (falei e ela se levantou até mim e me deu um abraço. Fez o mesmo com Joe e passou a mão no cabelo de Maddie)


Mônica: Não é só por isso que vai sumir, ok Dona Madison? (ela assentiu sorrindo. Nos levou até a porta e deu um beijinho na bochecha direita de Madison)


....

Saímos do Hospital e a temperatura ainda estava boa, o sol estava quase se pondo e ainda tinha uns raios batendo em nós 3, enquanto íamos até o carro de Joe. Colocamos Maddie na cadeirinha e Joe pôs sua bolsa do lado dela. Ela pegou o Yoshi e o abraçou, enquanto fomos pra parte da frente do carro. 

Maddie: Demi, a gente pode levar o Joe... em um lugar?

Demi: Que lugar? (me virei pra a encarar)

Maddie: Um lugar, ué. (sorriu torto, assim como Joe fazia)

Demi: Como eu vou saber que lugar é esse, Madison? (ri)

Maddie: Ah, é... É lá em casa. Nos fundos... (ela me encarou e eu logo entendi)

Demi: Ah...

Maddie: É! (ela riu e eu olhei no relógio pra confirmar as horas)

Joe: Uol, eu to boiando. (riu) 

Demi: Só vai lá pra casa, ok? (apertei a bochecha dele, que fingiu que ia me morder) 

Maddie: Ain...

Demi: O que foi? (perguntei assustada)

Maddie: Nada, ué. Vocês são fofos... (deu de ombros olhando pra janela e apertando mais o brinquedo nas mãos)

Demi Off

Van On

Estávamos todos na casa de Selena esperando Demi e Joe chegarem com Maddie do hospital, pela hora que marcamos com eles ainda tínhamos uns 30 minutos. Frankie e Logan correram até mim, carregando algumas caixas de jogos.

Van: Vocês sabem que a Maddie ainda não pode correr, né? (eles assentiram) 

Logan: Eu e o Frankie estamos escolhendo alguns jogos pra gente jogar. E a Selly disse que depois ela vai deixar a gente jogar no Xbox dela. 


Van: Ok. (sorri e eles foram pra outro lado da sala, Nick e Selena penduravam uma faixa com " Bem Vinda Maddie" escrito enquanto Amanda olhava do outro lado, avisando se estava boa ou não. Escutei meu celular vibrar no bolso e o peguei, atendendo. Era um número desconhecido.) Oi? (Esperei a pessoa do outro lado da linha responder) Alô? (mais alguns segundos antes de começar a tocar os pi's do outro lado da linha, desliguei-o colocando de novo no bolso)


Sel: Era a Demi? (me assustei quando vi que ela já tinha pendurado a faixa e estava do meu lado) 


Van: Não. Não falou nada do outro lado da linha. 


Sel: Estranho... (comentou, e eu assenti. Senti meu coração palpitar nervosamente em meu peito, me lembrando da única pessoa que costumava fazer isso)


Van Off 


Demi On


Assim que Joe estacionou o carro em frente de casa desci dele, tirando Maddie da cadeirinha em seguida. Joe também desceu do carro e fomos até o meu quarto deixar as coisas de Madison. Minha mãe não estava em casa o que me fez agradecer demais. Logo voltamos pro andar de baixo e Maddie cruzou a casa até a porta dos fundos, ela arrastava Joe e eu fui atrás com um sorriso idiota nos lábios. Que os dois gostavam um do outro era de se ver a qualquer distância. E eu, tinha um segredo que poderia estragar tudo aquilo. Os dias de brincadeiras, conversas, e até somente a companhia que eu e Madison tínhamos de Joe, poderia tudo acabar com apenas uma simples frase. Eu não sabia qual seria a reação dele, não saberia se ele aceitaria, se entenderia ou se simplesmente ficaria com raiva de mim. Pelos anos que o fiz perder sem saber da existência dela. A culpa que eu sentia era de um tamanho sem igual.
Parei assim que cheguei na escada, Maddie correu pelo jardim levando Joe até a roseira, ela começou a contar que tínhamos ela desde quando ela nasceu. Lembro quando Selena me obrigou a entrar aqui com ela escondida de minha mãe, pra tiramos uma foto. 
Me apoiei na cerca e fiquei observando os dois conversando sorridentes enquanto olhavam a árvore. Meus olhos se encheram de lágrimas e eu me apressei de secá-las, não queria, e nem tinha como dar uma explicação convincente de o porquê de eu estar chorando enquanto os via ali. Maddie se virou pra mim com um sorriso brincalhão no rosto, ela esticou a mão na minha direção num gesto de me convidar pra se juntar a eles. Sorri levantando somente um canto dos lábios e me aproximei dela juntando nossas mãos. Assim que a peguei, Joe me puxou pela cintura de lado deixando Maddie em nossa frente. Ela agarrava uma mão minha e outra de Joe. Descansei a cabeça no ombro dele, deixando que as lágrimas que eu prendia escapassem. Ele beijou minha testa. Sorri fraco, levantando o rosto pra o encarar. 


Joe: O que foi? (sussurrou) 


Demi: Nada. (respondi no mesmo tom, enquanto me aconchegava mais em seu pescoço. Pelo canto do olho pude ver Joe abraçar Maddie com a mão em que ela agarrava há alguns minutos atrás) É tão bom ter você comigo...


Joe: A cada dia que passa eu tenho mais certeza que eu fiz a coisa certa vindo pra cá. (Ficamos mais ou menos uns 10 minutos observando Maddie brincar em volta da roseira. Ela contava pra Joe tudo o que já tínhamos feito ali, que ela já tinha me obrigado a dormir embaixo dela pra ver quando ela iria florescer. Que passamos dias e dias observando ela pela janela, pra ver se já tinha nascido pelo menos um botão de rosa ali.) 


Demi: Não quero estragar suas histórias, Dona Madison, mas a Selly quer ver você. (Mexi de leve em seu cabelo)


Maddie: Outro dia eu conto as outras, então. (deu de ombros) O Joe vai ficar com a gente pra sempre, né? (Sorriu esperando a resposta. Olhei pra Joe não contendo um sorriso) 


Joe: Claro que sim. (Bagunçou o cabelo dela) Agora vamos, não vai querer deixar a Selena nervosa. (Madison assentiu gargalhando enquanto ia saltitando em nossa frente. Joseph me puxou mais pra perto pela cintura e encostou os lábios nos meus, se afastou e me encarou nos olhos. Sorri idiota por saber que o tinha de volta. Madison voltou enquanto puxava minha blusa.) 


Maddie: A gente não tinha que ir na casa da tia Sel? (levantou a sobrancelha e fez cara de indignada) 


Joe: Tinha? (me deu um selinho) 


Maddie: É, tinha. Eu mereço (revirou os olhos fazendo eu e Joe rirmos) Vamos logo! (nos puxou pelas mãos.)


Olá, amorinhas! n
Como vão todas? Vou muito bem, tirando o fato das férias estarem terminando '-'
Quem aí assistiu o TCA esse domingo e viu nossa Demi arrasando lá? Eu assisti e foi um dos momentos que eu mais me senti orgulhosa de ser lovatic :3
Agora que nós já votamos no TCA (e fizemos a Dem levar dois prêmios o/) é hora de votar no Alma Awards e no VMB, e fazer a Demi ainda mais conhecida por aqui. 
Aqui os links: Alma Awards onde ela está concorrendo como Artista Feminina, lembrando que precisa de conta pra votar.
E o VMB, que é só confirmar as letras ali u_u
Acho que meu recado está dado e é isso por hoje, esperamos que gostem do capítulo e continuem nos acompanhando u_u (sem ressentimentos porque a Demi ainda não contou nada pro Joe, ok?) Ainda temos muuuuuuuuitas coisas em mente pra continuar a fic.

Beijos e queijos n
xoxo Duda

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Chapter 38


.....

Sentei na beirada da cama em silêncio, passei a mão sobre o seu cabelo, que estava seco e quebradiço devido a falta de cuidado, mas que ainda assim tinha um brilho natural. Ela fez careta e foi abrindo os olhinhos.

Demi: Pequena? (ela me encarou)

Maddie: Demi. (deu um sorriso) Terminou? (assenti)

Demi: Você ta bem? (ela assentiu e eu sorri) Que ótimo! (abaixei e dei um beijo na sua testa)

Maddie: Você disse que não ia doer e não doeu. (sorriu fraquinho)

Demi: Eu falei.

Maddie: Quando eu vou pra casa? (a voz dela continuava fraca, mas não tanto quanto antes)

Demi: Logo, logo. Eles tem que cuidar de você até você estar melhor pra ir.

Maddie: Mas você cuida de mim... (ela fez bico e eu sorri)

Demi: É diferente.

Maddie: Vai ficar aqui comigo?

Demi: Quer que eu fique? (ela assentiu rapidamente me fazendo rir) Então eu fico.

Maddie: Okay. (sorriu) O JJ tá aí?

Demi: Sim, mas ele não pode entrar ainda.

Maddie: Ah... (ela fez carinha de decepcionada) Mas depois ele pode, né?

Demi: Pode sim, meu amor.

Maddie: Posso ir no seu colo, Demi?

Demi: Claro, vem cá. (a peguei e coloquei ela sentada com a cabeça apoiada no meu ombro, como sempre)

Maddie: É tão bom aqui... (ela sussurrou e eu sorri)

Demi: Você não tá com dor mesmo? (perguntei pousando a mão sobre seu peito)

Maddie: Não, Dem. Eu nem to sentindo nada aí... (ela fez careta)

Demi: É por causa do remédio que eles te deram. (dei um beijo na sua testa e ela fechou os olhos) Acho melhor você descansar, não acha que está falando demais, não? (sorri e ela abriu os olhos para me encarar)

Maddie: Não. (fechou a cara) É culpa da Tia Selly. (eu ri)

Demi: Por que é culpa da Sel?

Maddie: Ela fala um monte, daí eu passo muito tempo com ela e agora to tagarela.

Demi: Só você, Mad. (gargalhei e ela sorriu)

Maddie: Sabia que eu amo a sua risada, Dem?

Demi: É mesmo? (perguntei mesmo achando minha risada a coisa mais escandalosa do mundo)

Maddie: Sim, ela é engraçada. (sorriu)

Demi: Ok, senhorita. Agora não fala muito, tá? Você tem que repousar.

Maddie: Tá. Canta pra mim? (me encarou e eu assenti)

Demi: Just close your eyes, the sun is going down. You'll be alright, no one can hurt you now... (comecei a sussurrar, ela fechou os olhinhos e segurou o babado da minha blusa)

***

Sel: Como ela tá? (perguntou me abraçando)

Demi: Bem, ela tá bem. (disse sorrindo)

Sel: Você viu ela? (assenti)

Demi: Fiquei um tempão lá com ela, ela dormiu e... Tá tudo bem, Selly. (ela riu e eu sentei no sofá)

Sel: E o que a gente faz agora? (ela se sentou ao meu lado e eu suspirei)

Demi: Eu vou pedir pro Joe ir pra casa, ele tem que descansar e agora que tudo tá melhor... Ele não tem com o que se preocupar. (Joe havia ido no banheiro)

Sel: E seus pais?

Demi: Meu pai ligou e minha mãe... (ri) Não quero saber dela. (Joe chegou e se sentou ao meu lado)

Joe: Então, ela não vai deixar mesmo nós dois entrarmos antes do meio-dia? (eu e Sel negamos com a cabeça)

Demi: Vá pra casa descansar, Joe. Almoça e depois volta pra ver ela. (ele me encarou)

Joe: Certeza, Demi? (assenti)

Demi: Vai despreocupado, tá? (ele fez que “sim” com a cabeça, me deu um selinho e um beijo na bochecha de Sel e depois saiu)

Sel: Demi... (chamou enquanto eu ainda olhava por onde ele tinha saído) Você acha que agora vocês voltam a ficar juntos? (virei o rosto pra ela e percebi um brilho nos seus olhos)

Demi: Selly, você sabe que... Eu o amo, e isso não é segredo pra ninguém mas... Eu me sinto suja sabendo que to escondendo a Maddie dele, e vice-versa, entende? (ela assentiu fraquinho) A gente vai tentar fazer funcionar mas eu não sei. Não sei mais de nada.

Sel: Você quer ir lá com a Maddie? Ela tá sozinha, eu fico aqui. Tenho que ligar pro Nick. (assenti e fui até o quarto dela)

Demi: Madison? (ela abriu os olhinhos e me encarou, uma enfermeira estava no quarto verificando alguns aparelhos)

Maddie: Hey...

Enfermeira: Licença, você é o que dela? (claro, era trabalho deles controlar quem entra aqui)

Demi: Eu sou... (Maddie me interrompeu rapidamente)

Maddie: Ela é a minha mãe, ta tudo bem. (disse baixinho, a tal enfermeira assentiu e deixou o quarto)

Demi: Maddie, você tem que parar com isso. (me sentei na cadeira ao lado da cama)

Maddie: Com o quê?

Demi: Fazer as pessoas pensarem que eu sou sua mãe, essa já é a segunda vez. (ela suspirou)

Maddie: Eu não menti, considero você minha mãe porque você me cuida como se fosse, então eu to certa. (ela fez bico)

Demi: Só para com isso, por favor. (ela era nova demais para entender que isso me machucava)

Maddie: Quantas vezes a mamãe veio me ver? Uma vez e ela ainda fez mal pra mim, não foi? E você tá aqui o tempo todo. (fez uma pausa) É tão mau!

Demi: O quê?

Maddie: Eu devia ser sua filha, daí você ia ser minha mãe já que a mamãe mesmo não liga pra gente. (os olhos dela se encheram de lágrimas e os meus também) Porque assim, eu amo você e você me ama, seria mais justo com a gente, né? (ela me encarou, eu levantei, sentei na cama e abracei-a de lado) Você me ama, né? (perguntou com a voz falhada, eu a abracei mais forte)

Demi: Mais que tudo. (disse firme e dei um beijo na sua testa)


Puxei Maddie com cuidado mais pra perto, aninhando-a no meu peito. Ela logo deixou que as lágrimas escorressem e eu apenas deixei ela chorar, "chorar alivia a alma." Mais alguns minutos e ela já tinha se acalmado, e logo depois pego no sono. Fiz carinho nos seus cabelos, fechei os olhos e joguei a cabeça para trás, pensando no quão mais fácil as coisas seriam agora.
***
Alguns dias depois...

Mônica: Olá! (disse entrando no quarto) 

Demi: Bom dia. (sorri fraco)

Mônica: Como você tá Maddie? (ela sorriu calorosamente pra nós duas)


Maddie: To bem (sorriu de volta) 


Demi: Aconteceu alguma coisa? (perguntei ficando meio nervosa)


Mônica: Não Demi. (Sorriu e se aproximou examinando Maddie) Sente alguma dor? (ela negou) Que bom porquê eu acho que eu ja posso te dar alta. (os olhinhos de Maddie brilharam) 


Maddie: Sério Tia Mônica? (ela assentiu) Quando eu posso ir?


Mônica: Você poderia ir ontem, mas como não deu pra ver seus exames. Eu acho que hoje a tarde mesmo já pode ir. (ela terminou de anotar em uns papéis, e eu escutei uma batida na porta) Acho que tem visita. (Vi Joe por a cabeça pra dentro do quarto sorrindo) Eu volto mais tarde. (Deu um beijo na bochecha de Maddie e saiu, dando passagem pra Joe passar antes.) 


Joe: Quer dizer que a mocinha vai sair hoje? (me abraçou pela cintura, me virei pra o encarar e ele encostou os lábios sobre os meus rapidamente. Arregalei os olhos) Ops...


Maddie: Vocês... Meu Deus! (ela levantou os braços) Que legal! (comecei a rir) É sério né? 


Demi: Então Maddie... (sorri amarelo forçadamente)


Maddie: Vocês não estão namorando? (fez a carinha de triste que tanto me partia o coração)


Demi: É que.. (pus o cabelo pra trás da orelha, eu não tinha conversado sobre aquilo com Joe ainda. Não poderia, falar nada pra ela sem ter certeza absoluta) 


Joe: Não a gente não tá junto (hesitou) Ainda.. (ela voltou a sorrir) eu tenho que te pedir ainda né? 


Maddie: Eu não sei (deu de ombros) Você vai me levar pra comer algodão doce? (fez bico)


Joe: Se a Demi deixar (deu de ombros)


Maddie: Me por nas costas? (Joe assentiu) Então tudo bem (se ajoelhou na cama abraçando nós dois) Mesmo se você não quisesse eu ia deixar, você já faz essas coisas mesmo. (Riu)


.......

Oi! Como estão? Espero que não fiquem bravas por não termos postado antes. Eu e a Duda tivemos uns contratempos e realmente não deu. Agora nas férias nós vamos tentar postar direitinho, mas não prometo nada concreto ok?
Quem já votou na Demi no TCA 2012? Quem já votou continua, e quem não vota agora ok? TODOS os dias falou galera? u_u teenchoiceawards.com

A Duda já falou, mas vou avisar de novo u_u, não tem o "Extras" ali em cima?
Então, ali ta as coisas que aconteceram com a Demi, e com o pessoal antes de todos os capítulos. É bom pra vocês entenderem certinho o que aconteceu com eles, e porquê certos acontecimentos ali. Nós estávamos postando, mas demos uma paradinha agora, e não sabemos quando vamos voltar. Acho que é só isso. Fiquem com Deus. Bjs.. Polly.

domingo, 1 de julho de 2012

Chapter 37

Leiam no final!
“E todos pareciam finalmente acordar daquele pesadelo...”
.....
      Horas depois...

Joe: Que horas ela falou que vão começar?

Demi: Às onze, faltam dez minutos! (disse nervosa) Que droga, eu quero falar com a Maddie!

Joe: Demi...

Demi: Joe... Eu vou ficar horas sem ter notícias dela, quero pelo menos acalmá-la. Ela não deve estar entendendo nada.

Joe: Eu te entendo, mas se estressar não vai ajudar. (suspirei e percebi Mônica se aproximando)

Mônica: Demi, você pode ir. Quanto mais rápido você for, mas rápido começamos lá. (assenti e olhei para Joe)

Joe: Vai lá sozinha, Dem... (me levantei e segui Mônica até a sala que eles fariam a cirurgia. Ela me deixou sozinha então me sentei na cama de Maddie, que estava visivelmente assustada)

Demi: Maddie?

Maddie: Demi... (sussurrou com os olhos cheios de lágrimas e me encarou)

Demi: Como você tá, meu anjinho?

Maddie: Com medo.

Demi: Não precisa ter medo, tá bom? (tirei o cabelo do seu rosto)

Maddie: Vai doer?

Demi: Não... (meneei a cabeça) Você vai dormir e quando acordar já vai estar bem. (batidas na porta)

Mônica: Precisamos começar, Demi. (disse ainda do lado de fora)

Demi: Já vou. (voltei a atenção para Maddie) Isso aqui... (tirei uma rosa de dentro da bolsa) Quero que fique com isso aqui. É da sua roseira, como você ta aqui não pode ver ela dar flores, então te trouxe uma.

Maddie: Obrigada... (pegou a rosa da minha mão e observou) Não tem espinhos...

Demi: Não... (dei um fraco sorriso) Agora eu tenho que ir. Eu amo muito você. (me levantei e dei um demorado beijo na sua testa)

Maddie: Também amo muito você... (deu um sorriso fraco, lhe dei outro beijinho e deixei o quarto, indo em direção a sala que Joe ficara)

Joe: E aí? (ele se levantou quando cheguei)

Demi: Agora é esperar que dê tudo certo. (abracei-o com força)

Joe: E vai. (levantou meu rosto e me deu um selinho demorado) Quantas horas?

Demi: Eles disseram que oito, no mínimo. (tirou uma mecha de cabelo do meu rosto)

Joe: Acho melhor você dormir...

Demi: Não vou conseguir. Vou ligar pra Selly e depois eu vejo o que faço da vida. (ele assentiu, eu peguei meu celular e me escorei na parede) Alô?

Sel: Oi, Demi... Já começaram? (havia a contado sobre a doação e que a cirurgia seria o mais rápido o possível)

Demi: Acho que sim... Deixei o quarto dela agora.

Sel: E o que eles falaram?

Demi: No mínimo oito horas e ela só vai poder receber visitas depois de meio-dia de amanhã.

Sel: E você?

Demi: Eu posso entrar porque eu estou como responsável dela aqui. Levei uma rosa de casa pra ela.

Sel: Da roseira?

Demi: Sim...

Sel: Amanhã de manhã eu to aí, se acontecer alguma coisa ou precisar de mim, não pensa duas vezes em me ligar.

Demi: Tudo bem, obrigada, Sel.

Sel: De nada. Até amanhã.

Demi: Até... (desliguei e guardei o celular)

Joe: Então? (disse estendendo a mão para eu pegá-la, o fiz e ele me puxou para seu lado no sofá branco da clínica)

Demi: Ela vem aqui amanhã, se der tudo certo. (ele passou o braço pelos meus ombros e eu encostei a cabeça no seu)

Joe: Que bom. (sorriu fraco) Será que eles vão me deixar entrar junto com você? (o encarei) To preocupado também, quero ver ela logo. (fez bico)

Demi: Acho que sim, não sei. (acabei bocejando)

Joe: Dorme um pouco, Dem... (neguei com a cabeça) Vamos, você acordou às 5 e até agora tá de pé, considerando que o dia também não foi lá tão fácil. (Maddie tivera no mínimo três paradas respiratórias)

Demi: Vou tentar, mas não garanto nada.

Me aconcheguei no abraço de Joe, deitando minha cabeça sobre seu peito enquanto seu braço continuava ao meu redor, peguei sua mão livre e fiquei brincando com seus dedos, procurando uma forma de me distrair. Funcionou, em alguns minutos eu havia caído num sono profundo, mas meio tumultuado.
Acordei em algum momento no meio da noite, suando frio. Percebi que Joe havia pego no sono, ainda me abraçando. Um relógio na parede marcava a hora. 5 da madrugada. O hospital estava calmo, sem movimentação pelo menos na área em que estávamos, uma sala isolada perto do quarto de Maddie, se houvesse algum movimento podíamos ver o corredor pela parte de vidro da porta.
Maddie ainda devia estar na sala de cirurgia a essa hora. Era estranho pensar nisso. Quer dizer, ela estava correndo risco de vida e se alguma coisa lhe acontecesse, ela não sabia a verdade. Não sabia a verdade sobre quem eram seus pais, ou no caso, quem ela mesma era.
Não, nada lhe aconteceria. Eu teria a chance de contar tudo pra ela, com calma. Não só a ela, mas a Joe também.

***

Abri os olhos por causa da claridade insuportável, estava sozinha deitada sobre o sofá. Olhei no relógio e eram 10 horas da manhã. Joe provavelmente saíra para comer algo.
Será que Maddie já havia saído da cirurgia? Ou ainda estava lá? Estava bem ou alguma coisa teria acontecido? Me sentei no sofá, passei a mão no rosto tentando espantar o sono e Joe entrou na sala no mesmo instante.

Joe: Acordada? (chegou com um copo de café)

Demi: Mais ou menos. (fiz careta e ele me entregou o copo de café) Obrigada. Encontrou Mônica? (negou com a cabeça) Será que aconteceu alguma coisa? (perguntei apreensiva)

Joe: Sabe o que eu admiro em você? O quanto você é otimista. (disse irônico) Tá tudo bem, não tem com o que se preocupar. (dei língua pra ele e tomei um gole do café) Não quer comer nada?

Demi: To sem fome. (disse encarando minhas mãos, Joe se sentou ao meu lado)

Joe: Tenho isso se você quiser. (disse tirando uma barra de cereal do bolso, neguei com a cabeça) Certeza? Tem chocolate... (disse balançando a barra na minha frente)

Demi: Chato. (resmunguei pegando da sua mão, ele riu e deu um beijo no topo da minha cabeça) Não acha que a cirurgia já devia ter acabado? Se passaram bem mais de oito horas... (disse depois de dar uma mordida no meu café da manhã)

Joe: Eles disseram que duraria no mínimo oito horas, não foi? (assenti) Talvez estejam demorando porque ela é mais nova, tem tudo pequeninho. (suspirei)

Demi: Não viu Selena por aí? (ele negou com a cabeça)

Joe: Não, mas ela me ligou e disse que já estava vindo. (assenti e tentei comer, mas não consegui) Eu vou lá na recepção pra falar pra deixarem ela entrar, tenta terminar de comer.

Assenti, ele me deu um selinho e saiu. Consegui comer mais duas mordidas da barra de cereal e o resto eu joguei no lixo, Joe não veria mesmo. Eu já estava começando a ficar estressada pelas horas sem notícias de Maddie quando alguém abriu a porta da sala. Mônica. Me levantei imediatamente e ela se aproximou.

Demi: E aí? (perguntei apreensiva)

Mônica: Ela já está no quarto. (disse dando um sorriso)

Demi: Foi tudo bem?

Mônica: Sim, agora a gente só precisa saber se o corpo dela vai aceitar os pulmões direitinho. (suspirei aliviada)

Demi: Graças à Deus. (fui até ela e nos abraçamos) Posso vê-la?

Mônica: Sim, só que eu acho que ela ainda tá dormindo. (assenti e ela me levou até um quarto do outro lado do andar de cima da clínica)

Demi: Avisa ao Joe que eu vim ver ela, por favor?

Mônica: Claro, Demi. (ela sorriu) Vai lá.

Ela abriu a porta e eu observei lá dentro. Era um quarto branco, comum de clínicas e hospitais, mas com várias imagens de desenhos animados na parede onde ficava um sofá. Olhei a cama, Maddie dormia calma, totalmente o oposto de dias atrás, quando ela mal podia fechar os olhos. Entrei no quarto, Dra. Mônica fechou a porta e eu me aproximei da cama. A rosa que eu lhe dera estava na mesinha ao lado da cama, eu peguei-a na mão, a observei e depois a coloquei de volta no lugar. Observei Maddie de novo. Parecia tão tranquila, sem dores nem dificuldade pra respirar, não estava mais usando o aparelho. 




Olá, meninas (: Duda aqui hoje.
Sorry a demora, tava com preguiça de postar k k k
Queria falar uma coisinha sobre as lembranças: paramos por aí por enquanto, ok? A gente não conseguiu terminar de escrever todas elas, então quando voltarmos a postá-las eu vou avisar vocês u_u 
E sobre as divulgações ali do lado >>>
   Eu vou tirar essas que estão ali e vamos começar a colocar tudo do zero, então se você quiser que a gente divulgue, comenta aí (:
É isso hoje, bom fim de final de semana u_u Comentem bastante.


Beijos, Duda.