terça-feira, 29 de maio de 2012

Chapter 35


.....

Fiquei uns 20 minutos com Joe ali observando o parque, sem Madison tudo parecia perder a cor, a vida. Eu já não via graça em nada se não tivesse minha pequena ali do lado. 


Demi: Eu acho melhor a gente voltar. Eu sei que era pra eu relaxar, mas eu não consigo parar de pensar na Maddie.


Joe: Eu te entendo. Também não paro de pensar nela. 


Demi: Desculpa...


Joe: Tudo bem, Demi. Já foi um começo esses 20 minutos. (Sorriu) É bom você ir ficar com ela. Explicar direito o que ta acontecendo. (Assenti e nos levantamos andando em direção ao hospital que não era tão longe. Quando tudo parecia estar ficando perfeito sempre acontece algo pra estragar)


Ficamos com Maddie o resto do dia, tentando explicar o que ia acontecer. Era fácil de ver o pânico em seus olhos. As vezes Joe cantarolava com ela mas nada dela se acalmar. Era cada um do seu lado, ela se encolhia mais ainda. 


Maddie: Eu tenho medo de não dar certo... (Disse baixinho) 


Joe: Vai dar certo, Maddie. Fica calma. (Segurou na mão dela) A gente sempre vai estar com você. Eu, a Demi, a Sel, o Nick, os garotos.... Nada de mau vai te acontecer. (Ela assentiu e se encolheu entre nós, fechando os olhinhos e logo pegando no sono. Eu e Joe também não escapamos, estávamos a dias sem dormir direito e não demorou pra adormecermos.)



*****


Joe havia me obrigado a ir para casa enquanto ele ficou na clínica/hospital com Maddie. Ao meio dia, saí da escola acompanhada de Selena e ela me levou almoçar no Shopping, comida de hospital era ruim mesmo que você tivesse se acostumado com ela. Depois disso me levou em casa, me fez tomar banho, pediu para que eu descansasse um pouco - o que não aconteceria nem que eu quisesse - e saiu. Disse que seu pai havia voltado e ficaria por poucos dias.
Esperei 10 minutos, peguei o carro e dirigi até a clínica, fui direto até o quarto. Quando abri a porta vi Maddie com as mãos sobre o peito, usando o aparelho de respirar e chorando, Joe estava ao seu lado tentando acalmá-la. Só sei que corri até eles assustada e perguntando o que aconteceu, Maddie nunca havia chorado tanto.


Joe: Ela saiu de uma parada... (respirei fundo)


Maddie: Demi... Ta doendo muito... (disse entre soluços, me abaixei e depositei um beijo demorado na sua testa) Faz parar, por favor!


Demi: Shhh... (sentei ao seu lado e botei a mão sobre seu peito, tirando uma das mãos dela) Fica calminha. (fiz carinho no local, não massagem, não ia adiantar muito)


Maddie: Dem... (chamou de olhos fechados e apertou minha mão com a dela)


Joe: Quietinha, Mad... (ele tirou um pouco de cabelo do seu rosto e limpou suas lágrimas, em poucos minutos ela se acalmou) Pronto, viu?


Maddie: Demi... (chamou de novo e dessa vez esticou os braços pra mim)


Demi: Passou? (disse a pegando com cuidado, sentei-a no meu colo e fui mais pro meio da cama) Ou ainda tá doendo?


Maddie: Bem pouquinho. (foi tirar o aparelho mas eu não deixei) O quê...?


Demi: Deixa um pouco mais, tá? (ela assentiu e apoiou a cabeça no meu ombro) Joe, vocês almoçaram? 


Joe: Almoçamos. (sorriu de lado)


Maddie: É mentira, Demi. O JJ não comeu... (eu o encarei e ele sorriu amarelo)


Demi: Vai lá, Joseph. (ele abriu a boca pra falar) Não discute. (sorri de lado)


Joe: Suas chatas. (disse divertido e saiu do quarto, Maddie se aconchegou no meu colo)


Demi: Tá tudo bem? (afastei o rosto para olhá-la)


Maddie: Sim. (disse com a voz abafada e pegou uma mecha do meu cabelo) Você ia deixar eu... (parou de falar e escondeu o rosto) 


Demi: Deixar o quê?


Maddie: Você vai dizer que não... (falou baixo) 


Demi: Talvez não... O que foi, pequena? 


Maddie: Você deixa eu te chamar de mãe? (não lhe respondi) Demi? (senti algo molhar meu colo)


Demi: Você tem que dormir um pouco. (falei com a voz trêmula e a puxei mais contra mim) Descansa... (pedi apoiando minha cabeça sobre a sua e esperando que ela não tocasse mais no assunto, odiava falar daquilo)


Senti mais algumas lágrimas molharem meu peito, me segurei pra não acabar chorando ou qualquer coisa, e simplesmente fiquei fazendo carinho nas costas de Maddie até que ela dormisse. 


Por Selena:


Nick ficara de me buscar em casa à tarde, para que fossemos até um parque ou à praia pegar um pouco de ar e relaxar, porque com a doença da Maddie todos ficaram muito envolvidos e as coisas complicaram. Demi disse para que eu não me preocupasse com Maddy, mas era difícil. Ela era nossa pequena.
Eram 4 da tarde quando Nick chegou, atravessamos a ponte de carro e ele dirigiu até a praia. Pela primeira vez Nick não falou muito, estava quieto e meio pensativo.


Sel: Hey, tá tudo bem? (perguntei quando já andávamos de mãos dadas pela praia)


Nick: Claro. (olhou pra mim e sorriu encantadoramente. É, acho que eu escolhi  o cara certo) Você se importa de sentarmos um pouco? (pediu parando de caminhar)


Sel: Tudo bem... (sorri fraco e nós sentamos na areia. Nick me colocou sentada entre suas pernas e passou os braços por meus ombros, abraçando por trás)


Nick: Sabe, Selly... Nós estamos juntos há um tempo já. (comentou tentando parecer distraído) 


Sel: Melhores várias semanas da minha vida? (sorri virada pra ele que riu) 


Nick: Bom saber. (sorriu) Foram as minhas também. (apoiou a cabeça sobre a minha, fazendo a respiração bater em meu pescoço causando arrepios) Vim pensando sobre isso nesses dias e sabe o que percebi? (meneei a cabeça) Não havia feito nenhum pedido oficial a você. (suspirei boba e ele sorriu de novo) Estamos namorando há tempo mas achei melhor fazer oficial, não acha? Como não sou muito bom nisso, a melhor ideia que tive foi trazer você a essa praia deserta numa cidade minúscula da Flórida. (ele riu e com um dos braços buscou algo no bolso)


Sel: O que você... (ele levantou uma caixinha prata, diferente daquelas que geralmente se colocam anéis. Senti a felicidade começando a explodir dentro de mim)


Nick: Selly Gomez, você aceita... continuar namorando comigo? (fez uma careta e tirou a tampa da caixinha, deixando à mostra duas alianças pratas. Nicholas era perfeito) 


Sel: Aceito. (sorri e ele colocou o anel em meu dedo anelar) Eu... te amo. (disse pela primeira vez em alto e bom som, ele sorriu e me deu um beijo)


Nick: Também te amo. (sorri boba para ele) 


Depois disso ficamos por mais um bom tempo ali. Deitamos um ao lado do outro sobre a areia observando o céu, as gaivotas que passavam voando e aproveitando o vento fresquinho. Mais tarde ele passou na minha casa, troquei de roupa e de lá fomos ao hospital.


*****

Sel: Boa noite? (disse entrando no quarto de Maddie acompanhada por Nick)

Demi: Selly! (sorriu e veio nos abraçar, percebi que não estava bem) Olá, Nick!

Nick: Oi, Demi. (ele sorriu e deu beijo na sua testa) E a pequena? (Demi apontou a cama, Maddie dormia) Ela tá bem?

Demi: Mais ou menos... (fez careta) 

Sel: Mais pra mais ou mais pra menos? 

Demi: Mais pra menos... (falou baixo e olhou Maddie de novo)

Sel: Nick, se importa de olhar Madison? Queria falar com a Demi um pouco.

Nick: Tudo bem. (ele me deu um selinho e foi sentar na poltrona ao lado da cama)

Sel: Vamos? (ela olhou confusa)

Demi: Onde? 

Sel: À lanchonete, quero falar com você e fazer você comer algo.


Demi: Okay... (abri a porta e saímos do quarto)


Sel: Você tá bem? (perguntei enquanto andávamos pelos corredores)


Demi: É, eu acho que poderia estar pior, sabe? Se vocês ou o Joe não estivessem apoiando e ajudando. (assenti) Eu espero um dia retribuir tudo que você já fez por mim e pela Maddie, Selena. (falou olhando para o chão enquanto caminhava)


Sel: Se você continuar cuidando dela bem assim, já vai estar retribuindo. (sorri) E você e o Joe? Afinal, onde ele tá? Não o vi.


Demi: Ele foi pra casa, pedi pra ele dormir lá, mas acho que vai voltar do mesmo jeito. (revirou os olhos) Ele é muito teimoso. (fez bico) 


Sel: Ele quer ajudar, dã. Mas você não respondeu... Você e o Joe estão como? (vi ela suspirar)


Demi: Eu nem sei, Selena... A gente tá junto, eu acho. (fez careta) Tá meio confuso pra falar agora. (chegamos até a lanchonete, Demi pediu qualquer coisa e fomos sentar) E você e o Nick? 


Sel: Então... (sorri e ela também) Ele me chamou ontem e a gente foi à praia. (levantei a mão e mostrei o anel a ela) Ele me pediu "oficialmente" em namoro.


Demi: Ooown, que lindo, Sel! (disse observando o anel) Já tava mais que na hora também. (ela riu e eu a acompanhei)


Sel: Agora para de enrolar e come isso. (sorri, ela fez careta, terminou de comer e voltamos ao quarto) Demi, você se importa se formos embora? Eu to cansada... (fiz bico e ela sorriu) 


Demi: Tudo bem, Selly. (abriu a porta do quarto e entramos, Maddie ainda dormia e Nick mexia no celular)


Sel: Amor... (ele me olhou) Vamos?


Nick: Se tiver tudo bem pra Demi... (ele a olhou e ela assentiu sorrindo fraco) Ok então. (ele se levantou e deu um abraço na Demi) Se cuida. 


Demi: Eu vou. (sorriu de novo) Tchau, Selly. (veio me abraçar) 


Sel: Tchau, Dems... (dei um abraço forte e demorado nela) Boa noite. (sorri quando nos soltamos) 


Demi: Boa noite. (nós saímos deixando a clínica para trás)


Por Demi:


Logo que Selena e Nick saíram do quarto eu fui acordar Maddie. 


Maddie: Me deixa, Dem... 


Demi: Por favor, você tem que jantar. 


Maddie: Não quero. (virou de costas pra mim, na cama)


Demi: Madison, para co... (meu celular tocou e eu fui atender) Alô?


Joe: Oi, Demi. Tá tudo bem?


Demi: Hey, Joe! Tudo, só Dona Madison (cutuquei as costas dela que resmungou) que não quer acordar pra jantar... Tudo bem aí? 


Joe: Sim, sim. Eu não vou poder voltar hoje, meu pai tá com uns probleminhas aqui e pediu pra eu ajudar.


Demi: Não era pra você voltar mesmo. (falei num tom divertido)


Joe: Ah, ok então, bom saber, Demetria! (disse fingindo indignação) Deixa eu falar com a Maddie? 


Demi: Ok... Tchau. (não tomei coragem pra dizer "te amo" outra vez)


Joe: Tchau... (entreguei o celular pra Maddie)


Demi: O Joe quer falar com você... (tirei o aparelho dela para que pudesse falar)


Maddie: JJ? / Mais ou menos... / Mas eu não quero... (fez bico) / Não... / Tá, eu prometo. / Você também... / Cuido sim! (sorriu fraco) Tchau... (me entregou o celular)


Demi: Vamos jantar agora? (perguntei estendendo a mão para que ela sentasse)


Maddie: Só porque prometi pro Joey. (fez bico)



Olá cerejinhas u___u (estou tentando ser fofa ok) Duda aqui hoje. Desculpem a demora, eu expliquei o porquê no último post então espero que não estejam bravas u_u

Então, sobre os ~capítulos especiais~ eu e a Polly decidimos começar a postá-los na próxima segunda (dia 04/06) e nós iremos atualizar uma página separada só com esses capítulos todos os dias. Os capítulos normais vão ser postados normalmente com a regra dos comentários e tal. 
Vocês entenderam? Eu sou enrolada pra explicar isso :3 
Qualquer coisa perguntem nos comentários ok?

Beijos, Duda.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Olá, meninas!



Ei, pessoal. Não queria deixar isso passar de hoje então to postando esse avisinho aqui pra vocês. 
Lembram que na última postagem a Polly falou que nós estávamos precisando de seguidores nos nossos outros dois blogs? Então... 
Juntando os dois blogs foram 11 seguidores novos, o que foi melhor que nada u_u O que quer dizer que vamos ter os capítulos extras/especiais (ou extra especiais u_u -q) postados.
Estamos demorando a postar exatamente por isso, passamos boa parte dos últimos dias arrumando todas as partes (foram no mínimo 8 u_u) e não tivemos muito tempo para escrever coisas novas. 
Quando postarmos o próximo capítulo a gente explica direitinho como vão ser as postagens e tudo mais. 


Bom, só espero que não estejam bravas ou chateadas pela demora, a gente tá trabalhando pra trazer o melhor pra vocês (:


Abraços, Duda.